They say you don’t get over someone until you find someone or something better. As humans, we don’t deal well with emptiness. Any empty space must be filled. Immediately. The pain of emptiness is too strong. It compels the victim to fill that place. A single moment with that empty spot causes excruciating pain. That’s why we run from distraction to distraction — and from attachment to attachment.
~ Yasmin Mogahed (via medesejesorte)

Nada. Estou pensando em inúmeras coisas, mas minto que não estou pensando em nada específico, apesar da minha atenção estar de malas para Júpiter. Não posso dizer com o que estou ocupando minha cabeça porque as pessoas iriam apenas fingir um interesse cansado, rápido e bucólico. Soltar um confidencial “nada” é sempre melhor em casos obsessivos como o meu.
~ Gabito Nunes.  (via capitule)

Um dia a gente acorda, os livros nos acordam, um anjo nos acorda, e somos avisados: não adianta mais olhar para trás. É ir em frente ou nada!
~ Martha Medeiros.  (via capitule)

E quando te perguntam de mim, o que você diz?
~ Renato Russo (via romantizei)

originally opostos / via romantizei / reblog this post
Não briguei mais por você, porque ter você seria muito menos do que ter você. Não te liguei mais, porque ouvir sua voz nunca mais será como ouvir a sua voz. Não te escrevo porque nada mais tem o tamanho do que eu quero dizer. Nenhum sentimento chega perto do sentimento. Nenhum ódio ou saudade ou desespero é do tamanho do que eu sinto e que não tem nome. Não sei o nome porque isso que eu sinto agora chegou antes de eu saber o que é. Acabou antes do verbo. Ficou tudo no passado antes de ser qualquer coisa.
~ Tati Bernardi. (via romantizei)

São águas passadas. Escolha outra estrada e não olhe para trás.
~ Capital Inicial (via romantizei)

Eu nem sei o que é dar certo.
~ Caio Fernando Abreu.   (via autografos)

I want your stupid fucking sense of humour making me laugh at 4am when I have to be up at 6.
~ unknown  (via syngling)

originally desert--rain / via aerxes / reblog this post
originally nevou / via v0-happiness / reblog this post
Não sei quem sou, que alma tenho. Quando falo com sinceridade, não sei com que sinceridade falo. Sinto-me múltipla. Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas absolutas. Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos.
~ Clarice Lispector.    (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

Theme feito por Kaique/doyouwant
não copie, ou retire os créditos.
1/520 »